A infância do Báb

16.07.2019

O Báb pertencia a uma família distinta e nobre, descendente de Maomé, o Profeta do Islão. O Seu pai faleceu quando Ele era ainda uma criança. Foi criado pelo Seu tio materno, que O mandou à escola em tenra idade. Embora o Báb fosse dotado de conhecimento inato e não necessitasse de ser instruído por nenhum homem, Ele obedeceu ao desejo do Seu tio. O Seu professor, contudo, reconheceu imediatamente a Sua grande capacidade e compreendeu que não tinha nada para ensinar a esta criança extraordinária. Ele próprio relatou a seguinte história sobre os dias de escola do Báb:

 

“Um dia, pedi ao Báb que recitasse as palavras iniciais do Alcorão... Ele hesitou, pedindo que, a não ser que Lhe fosse dito o que estas palavras significavam, não iria de modo algum tentar pronunciá-las. Fingi não conhecer o seu significado. ‘Sei o que estas palavras significam’, observou o meu aluno, ‘com a vossa permissão, explicá-las-ei.’ Falou com tanto conhecimento e fluência que me senti assombrado. Expôs o significado de Alláh, de Rahmán e Rahím em termos que eu jamais havia lido, nem ouvido. A doçura da Sua expressão ainda se detém na minha memória. Senti-me impelido a levá-Lo de volta ao Seu tio, a entregar nas suas mãos a incumbência que havia confiado aos meus cuidados. Estava decidido a dizer-lhe quanto me sentia indigno de educar um menino tão extraordinário. Encontrei o Seu tio sozinho no seu trabalho: Vim trazê-Lo de volta, disse-lhe, e entregá-Lo à vossa proteção vigilante. Não há de ser tratado como um menino qualquer, pois n’Ele já posso discernir as evidências daquele poder misterioso que a Revelação do Sahibu’z-Zaman tão somente pode revelar. Incumbe-vos rodeá-Lo com o vosso mais carinhoso cuidado. Guardai-O em vossa casa, porque Ele, em verdade, não necessita de mestres como eu. Hájí Mírzá Siyyid’Alí repreendeu severamente o Báb. – ‘Esqueceste as minhas instruções?’ perguntou. – ‘Não Te adverti que seguisses o exemplo dos Teus condiscípulos, que guardasses silêncio e escutasses atentamente cada palavra dita pelo Teu mestre?’ Tendo obtido a Sua promessa de cumprir fielmente as suas instruções, mandou o Báb de volta à escola. A alma dessa criança, porém, não podia ser tolhida pelas austeras advertências do Seu tio. Nenhuma disciplina poderia conter o fluxo do Seu conhecimento intuitivo. Dia após dia, continuava a manifestar sinais tão extraordinários de sabedoria sobre-humana, que sou incapaz de relatar.”

 

Share on Facebook
Please reload

Pode também gostar de:

O bicentenário na imprensa local e regional

02.11.2019

Momentos musicais nas celebrações

31.10.2019

1/13
Please reload

Contacte-nos:

Comunidade Bahá'í de Portugal

Rua Cidade de Nova Lisboa, Nº 17

1800-107 Lisboa

Tel: (+351) 217 590 474

Email: info@bahai.pt

Encontre-nos online:

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
Haifa Shrines (33 of 59) (2)
2832939-master
5801149-master
Haifa Shrines (9 of 59) (1)
2417191-master (1)
Haifa Shrines (16 of 59)
Haifa Shrines (55 of 59) (1)
2318428-master (1)
Haifa Shrines (48 of 59) (1)
1181317-master (1)
Haifa Shrines (49 of 59) (1)